ACONTECE EM SÃO LUÍS O I ENCONTRO DE TABELIÃES DE PROTESTO DO MARANHÃO

Com o objetivo de fomentar discussões relativas a evoluções e procedimentos do protesto de títulos e outros documentos de dívida, a fim de contribuir para a melhoria continuada dessa eficiente ferramenta de recuperação de crédito e, também, aproximar a população do serviço do protesto é que acontece, no próximo dia 17 de novembro, o I Encontro de Tabeliães de Protesto do Estado do Maranhão, no hotel Luzeiros.

O evento é uma realização do Instituto de Estudo de Protesto de Títulos do Brasil – Seção Maranhão (IEPTB-MA), em parceria com a Associação dos Titulares de Cartórios do Maranhão (ATC/MA) e Associação dos Notários e Registradores do Maranhão (ANOREG/MA).

O I Encontro de Tabeliães de Protesto do Estado do Maranhão vai oferecer aos participantes uma programação de alta qualidade, proporcionando um ambiente propício para o debate e a criação de conhecimento, tanto em nível individual, quanto em grupo.

Com duração de 10 horas/aula, o encontro terá a participação de profissionais renomados como Zenildo Bodnar, Doutor em Direito e em Ciências Humanas e Tabelião de Protesto em Curitiba; Paulo Uilan, Diretor da P21 Sistemas, que atuou na implantação da Central de Remessa de Arquivos (CRA) em 20 Estados e que trabalha com sistemas para cartórios de protesto desde 1990; Dr. Rafael Frank Cintra Store, Superintendente do IEPTB Seção Amazonas; Dr. Luiz Paulo Souto Caldo, Doutor em Ciências da Informação e Gestão pela PUC/SP; Duarte Júnior, Presidente do Procon Maranhão e do Viva Cidadão; Dr. Celso Belmiro, Presidente do IEPTB Seção Rio de Janeiro e do Colégio Notarial – Seção Rio de Janeiro e do Dr. Carlos Londe, Mestre em Direito pela Faculdade de Direito Milton Campos (FDMC) e Tabelião de Protesto na Comarca de Itamarandiba/MG.

Para participar do encontro basta acessar o site: www.protestoma.com.br e clicar no botão inscreva-se. Mais informações pelos telefones: (98) 3304-8117 / (98) 9 9218-2518 / (98) 9 9609-4818.

Quem participar do I Encontro de Tabeliães de Protesto do Estado do Maranhão, além de adquirir novos conhecimentos na área de protesto de títulos e outros documentos de dívida, fará uma boa ação. Todo o dinheiro arrecadado com as inscrições será destinado ao “Natal Solidário”, realizado pelo Convento das Mercês, para as crianças carentes da comunidade do Desterro, Centro Histórico de São Luís.

Sobre Cartório de Protestos

Existe uma estimativa de que uma pessoa física vai precisar dos serviços de um cartório pelo menos dez vezes em sua vida. Seja para registrar um nascimento ou morte, autenticar um documento, abrir uma firma, comprar um imóvel ou até mesmo para casar.

Dentro da enorme oferta de serviços oferecidos pelos cartórios, temos o de protesto de títulos e outros documentos de dívida. O cartório de protestos serve para protocolar os documentos de dívidas para cumprimento da obrigação, intimar os devedores, receber o pagamento, lavrar o protesto em caso de não quitação e expedir certidões.

O Estado do Maranhão possui atribuição de protesto em todos os seus 217 municípios. Em São Luís existem dois Cartórios de Protesto que ficam localizados no Centro e no Shopping do Automóvel no Calhau.

Sobre o IEPTB

Os Cartórios de Protesto, representados pelo Instituto de Estudo de Protesto de Títulos do Brasil, se apresentam como a mais eficiente ferramenta de recuperação de créditos do Brasil. No Maranhão, de todos os títulos apresentados através da sua Central de Remessa de Arquivos do Maranhão (CRA-MA) – 57% das dívidas apresentadas a protesto foram recuperadas em até 03 dias úteis, antes do protesto.

O IEPTB-MA tem como objetivo oferecer mecanismos de proteção ao mercado para combater os elevados índices de inadimplência existentes, colocando à disposição das empresas, entidades públicas e pessoas físicas, os serviços dos Cartórios de Protesto do Estado do Maranhão de forma clara, simples e eficaz. 

Em termos percentuais, o Protesto Extrajudicial recupera títulos e outros documentos de dívida ativa em cerca de 80% em até 05 anos, tempo em que o judiciário recupera apenas 13,19% dos créditos.

Só o Maranhão possui 220 cartórios, entre capital e interior, que trabalham com protesto. Qualquer pessoa física ou jurídica, detentora de um crédito não pago, ou título não aceito ou devolvido, como também, crédito não pago consubstanciado ou um documento de dívida pode dispor dos serviços de protesto.

SERVIÇO

O que: I Encontro de Tabeliães de Protesto do Estado do Maranhão.

Onde: Hotel Luzeiros, Rua João Pereira Damasceno, número 02, Ponta do Farol, São Luís.

Quando: 17 de novembro, das 8h às 18h

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll To Top